Analise_Bioenergetica.jpg

"Conhecer uma coisa intelectualmente não é o mesmo que "conhecer" visceralmente." A. Lowen, 1983

 

A energia está envolvida em todos os processos vitais, através da alimentação, respiração, movimentos e qualquer outra atividade de troca entre o interno e o externo. Porém, o organismo mentalmente saudável precisa ter um equilíbrio energético, ou seja, equilíbrio entre o influxo e a descarga de energia.

 

Aquele que não se atenta ao próprio corpo pode significar que ele sente medo de perceber ou experimentar sentimentos, que quando se apresentam ameaçadores, tende a ser suprimidos, adquirindo em seu corpo, pontos de tensões crônicas que impedem o fluxo de energia.

 

A bioenergética tem como base, a identificação dessas tensões através de posturas que o corpo adota, para então, provocar a ruptura destas, causando um insight e, portanto, o alívio de seus medos, tristeza e raiva, fazendo com que a energia corporal, fonte de vida, possa fluir livremente pelo corpo do indivíduo. Isso dar-se-á por meio de técnicas e exercícios específicos a cada pessoa, para a retomada de sua vida corporal.

 

Sentir medo, tristeza ou raiva, não está ligado apenas a uma experiência específica. Nossas emoções não são estáticas. É preciso olhar tanto para o motivo presente, quanto para o motivo do passado, aquele que foi vivido na infância.

 

O processo terapêutico consiste em observar tanto o presente quanto o passado para que haja um entendimento mais completo buscando e construindo  novos caminhos para sentir-se cada vez mais vivo.

 

Leia na íntegra o texto A contribuição da bioenergética no tratamento psicoterápico clínico